Cidade de Fafe

Fafe é uma cidade portuguesa no Distrito de Braga, Região Norte e subregião do Ave, com cerca de 15 703 habitantes.

É sede de um município com 219,09 km² de área e 50 633 habitantes (2011), subdividido em 36 freguesias. O município é limitado a norte pelos municípios de Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho, a leste por Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto, a sul por Felgueiras e a oeste por Guimarães.

É banhado pelo Rio Vizela. O rio Vizela apresenta-se como um elemento característico da paisagem do concelho, juntamente com a barragem de Queimadela, onde se reúnem condições favoráveis à prática de desportos náuticos. Na serra de Fafe evidencia-se a Zona Turística de Caça.

O ponto mais alto do concelho situa-se no Alto de Morgaír, na freguesia de Gontim, com 894 m de altitude.

O município de Fafe, que até 1836 era designado por “Montelongo” ou “Monte Longo”, recebeu Carta de Foral em 1513, dada por D. Manuel I.

Fafe é conhecido actualmente como a "sala de visitas" do Minho.

 

História e Monumentos
Do património arquitectónico e cultural do concelho fazem parte o castro do monte de Santo Ovídeo (onde se encontra também a capela dedicada a este santo), a Igreja Matriz de Santa Eulália (dos séculos XVIII/XIX), as Igrejas românicas de São Romão e de São Gens (do século XII, muito alteradas ao longo dos tempos), a Igreja Matriz de Arões (do século XIII, também românica), o jardim do Calvário, os solares de Souto e da Luz, a casa do Santo Velho, o Teatro Cine, as casas Brasileiras e d'Arte Nova, o Museu Municipal, a Casa da Cultura; a fábrica de ferro e o Museu Hidroeléctrico de Santa Rita.

Tradições, Lendas e Curiosidades
No concelho, são de destacar a feira semanal às quartas-feiras e a feira Franca ou dos Dezasseis a 16 e 17 de Maio. As festas populares são em honra da Senhora de Antime, no segundo domingo de Julho, e de Santo Ovídeo.
O feriado municipal é a 16 de Maio.
A cestaria, os bordados, a tecelagem, os trabalhos em lã e em trança, os sacos em palha, as mantas e passadeiras de farrapos, o fabrico de cobertores, o trabalho em madeira, os carros de bois, os jugos, a tanoaria, os mármores, o fabrico de crivos, peneiras, queijeiras, os artigos de palha e de arame, as vassouras e a pirotecnia constituem a riqueza artesanal do concelho.

Economia
A economia do concelho assenta na agricultura, na indústria têxtil e de confecções, grande empregadora de mão-de-obra, no comércio e na construção civil.
A indústria do calçado e da transformação do mármore, a serralharia e a criação de gado fazem também parte da estrutura produtiva do concelho.

 

População do concelho de Fafe (1801 – 2011)
1801 1849 1900 1930 1960 1981 1991 2001 2011
7 573 13 416 27 346 32 959 43 782 45 828 47 862 52 757 50 633